Quem somos

origem 

O CVACBA é um laboratório de 800 m² de um grupo de pesquisa da UFPA (Belém). Este grupo de investigação tem mais de 20 anos de experiência e está se tornando a referência da Amazônia para bioprospecção de espécies com potencial biotecnológico.

O CVACBA dispõe de serviços no domínio do controle de qualidade de produtos vegetais produzidos a partir de ou destinados à indústria alimentar, farmacêutica, química, biotecnológica e cosmética.
Destina-se também a desenvolver o conhecimento e transferência de tecnologia na área de ingredientes nutricionais e bioativos.


grupo

A Equipe CVACBA inclui Doutores, Mestres e uma equipe de técnicos com mais de 15 anos de experiência técnico – científica no domínio dos compostos bioativos. O laboratório também estabeleceu colaboração internacional com várias Universidades e Centros de Investigação ativas neste domínio (Bélgica, Alemanha, Luxemburgo, Peru, Espanha, Estados Unidos).


sistema de qualidade

O CVACBA está envolvido no processo de implementação da acreditação ISO17025: 2005. É o primeiro laboratório da Amazônia capaz de fornecer o controle de qualidade com base em normas internacionais. O laboratório presta apoio ao setor privado, com a caracterização das matérias-primas, ingredientes, extratos e produtos finais ricos em compostos bioativos. Estas análises subsidiam também, a autenticidade e rastreabilidade dos produtos.


sustentabilidade

A Sustentabilidade é uma necessidade fundamental para o desenvolvimento regional. Nessa visão o CVACBA coloca como prioritário os recursos naturais da Amazônia, a biodiversidade se configurando como de grande valor estratégico e com enorme potencial de gerar riqueza e inclusão social sem destruir a natureza.


colaboração financeira
O CVACBA foi beneficiário de colaboração financeira com recursos do Fundo Amazônia através do projeto “DESENVOLVIMENTO DE NOVOS PRODUTOS E APLICAÇŌES TECNOLÓGICAS A PARTIR DE COMPOSTOS BIOATIVOS EXTRAÍDOS DE PLANTAS E FRUTAS TÍPICAS DA AMAZÔNIA” coordenado pelo Prof. Hervé Rogez  e com o seguinte link: http://www.fundoamazonia.gov.br/pt/projeto/Compostos-Bioativos-da-Amazonia/